DOENÇAS

Qualquer doença grave ou uma simples indisposição nas aves é quase sempre evidente: uma ave encolhida, com a cabeça debaixo da asa, que dormita durante a maior parte do dia, come pouco ou nada, não canta e está apática, muitas vezes com as penas emaranhadas e a transpirar, não é raro ver o seu pequeno corpo sacudido por espasmos e calafrios provocados pela febre.

Quando damos por conta do débil estado de saúde de uma das nossas aves, deve-mos isola-la imediatamente e proceder ao seu tratamento. Se temos conhecimentos ou alguma experiência, saberemos imediatamente do que se trata, mas se formos iniciados, e se o mal estar da ave, se apresentar de forma insólita, o melhor então é leva-lo a um criador conhecido e com experiência ou a um veterinário. Não obstante, às considerações de carácter humano, o que nos deve levar a socorrer uma criatura que sofre, é termos como prioridade evitar que a doença contagie todo o nosso plantel causando-nos graves perdas.

Atualmente, dispomos de fármacos adequados para quase todos os tipos de enfermidades e o mais importante ainda, é o facto de estes nos possibilitarem a prevenção dessas mesmas enfermidades.